Comentários

Autor: @valdenorsci - Belém - PA

Maior torcida do mundo!

É isso aí! Tá vencendo tudo nesses tempos de crise! Vai Boleto! BO-LEEE-TO!!! BO-LEEE-TO!!!

Mauricio Ricardo

Jeitinho brasileiro

Autor: José Aparecido Lima Júnior - São Paulo - SP

Estou promovendo um debate em um assunto polemico, o Jeitinho Brasileiro. E agora investi em uma ilustração que pode entrar naquela frase: "Entendeu ou quer que desenhe?" Aqui está a página.

Profundo.

Mauricio Ricardo

Adeus, Pateta

Autor: Leonor Teixeira Dias - Uberlândia - MG

Olá, Maurício!
Seja muito bem-vindo ao trabalho!
Chega fim de ano todos os humoristas param de trabalhar e o mundo fica muito sem graça...
Depois do Donald, o Pateta é o meu personagem favorito da Disney.
Olha a notícia ruim que veja pela manhã: morreu Telmo de Avelar, 93 anos, dublador do Pateta.

Poxa, realmente uma perda. Quantos desenhos clássicos do Pateta eu assisti, dublados, durante toda a minha vida. Sem a voz do Avelar, o Pateta brasileiro é só o Goofy dos EUA. Fica aqui registrada nossa homenagem.

Mauricio Ricardo

Desabafo da semana

Autor: Paulo Sergio Micali Junior - Londrina - PR

Estou chateado desde ontem. Faleceu Bauman, um dos maiores pensadores dos séculos XX e XXI. O cara tinha 91 anos e publicou vários livros. O conceito de modernidade líquida, criado por ele, é fundamental para que pensemos uma série de aspectos das nossas vidas, como relacionamentos, trabalho, estudo, lazer e etc. Enfim, não pretendo me prolongar. Acho que ele viveu muito e plenamente. Completou sua missão de forma belíssima, e que descanse em paz.
Ainda, quero destacar o quanto é preocupante essa "não renovação" de intelectuais. Tomando os youtubers como exemplo (grandes formadores de opinião contemporâneos), há vários excelentes! Gosto muito de acompanhá-los. Por outro lado, há outros tão ruins, mas tão ruins, que da vontade de chorar. Um, em específico, me assusta. Muito recentemente ainda construía sua fama criticando outros youtubers. De forma bem desagradável, por sinal. Hoje, assumiu uma postura mais "ambiciosa". Tece críticas/ofensas sem embasamento algum contra intelectuais, ideologias, sistemas de pensamento, partidos, políticos e etc. Não sei você, mas, sempre que alguém grita e baba ao falar, eu, além de não dar ouvidos, caio fora.
Por fim, um alerta para os jovens, assim como eu. Não se deixem levar pela raiva e pelos ataques infundados, galera! Tudo é passível de crítica, claro, mas desde que sejam críticas boas e fundamentadas. Não podemos nos esquecer que tudo é profundamente complexo. Como diria Bauman, a modernidade é líquida, então, antes que usemos e abusemos do DIREITO de manifestar nossas opiniões, tenhamos isso em mente. Reduzir o mundo de forma maniqueísta como direita x esquerda, coxinha x petralha, comuna x reaça, além de não estar com nada, é um desserviço à nossa inteligência!!!
Grande abraço a você, MR (sou seu fã), e a vocês leitores.

É, Paulo. Falar em bom senso, equilíbrio, isenção, reflexão e outros temas que sugerem o caminho do meio ao invés do radicalismo, não anda fácil.
Eu que o diga.

Mauricio Ricardo
Autor: Nelson da Silva Borges - Belém - PA

Falaê, MR! Estou escrevendo primeiramente pra dizer duas coisas:
1) Sou teu fã desde 2002 com as charges que passavam ainda na TV extraídas de seu site (lembro benzinho dos mascotes do Palmeiras e do Botafogo cantando uma das músicas do extinto Grupo Br'oz - já com sua versão). Porém resolvi, a escolha própria, me desligar deste site nos anos de 2015 e 16, pois o cenário que o país se apresentava não permitia que eu tivesse, digamos, condições de debate para expor meus pensamentos de quaisquer ordens (política, econômica, intelectual - não que aquelas já não a fossem -, etc). Aí fui acompanhando seu recesso (mentira! Pulei no site coincidentemente ontem e descobri que você voltaria a ativa este ano na data do dia 09/01!) e resolvi voltar a acompanhar seu trabalho. Agora a parte...
2): Além de ser sempre um perito em expor sua opinião sem ferir ou desrespeitar as pessoas que de fato compreendem o que você pretende dizer (e diz), percebo que não preciso ter medo de defender minhas ideias ou minhas opiniões, mesmo em uma "terra de ninguém" chamada Internet. Seguir seu exemplo em relação a "falar mermu!" é, sem a menor dúvida, a melhor maneira de disseminar nossas ideias mundo afora, ainda mais com essa tecnologia ao nosso favor! Não sei se você publicará este e-mail na sua seção de e-mails comentados (o que me deixaria muito feliz!), mas fica aqui meu singelo reconhecimento ao seu trabalho e parabéns tanto pela charge de hoje (dia 09/01) e pela sua opinião, que me deixou bem mais à vontade neste mundo.
Ah, pra terminar, uma piadinha sem graça que acho que você deve ter lido ou escutado muito ultimamente: é verdade que UBERLÂNDIA é a Cidade dos "UBER's"?. hahahah, podre!!! 

Em partes também:
1) Seja sempre bem vindo de volta e nunca desista do diálogo.
2) Cê tá muito enganado se pensa que minhas opiniões não ferem ou desrespeitam as pessoas. Embora eu jamais o faça de forma consciente, todo mundo anda tãããão dodói que praticamente TUDO o que eu falo ou escrevo FERE alguém.
Finalmente, em relação à sua piada... hã... Me livra dessa, vai. Diz que o Uber nasceu em Uberaba.

Mauricio Ricardo

Bagagem paga

Autor: Pedro - Atenas - RJ

Gostaria de tecer algumas considerações sobre a notícia de que as companhias aéreas passarão a cobrar pela bagagem, mesmo que essa esteja dentro dos limites de peso e dimensão normais.
Se já não bastasse as tarifas aéreas serem reajustadas constantemente, agora eles querem lucrar com a bagagem também.
Sugiro que o ar dentro das cabines pressurizadas também comece a ser cobrado, a final de contas eles tem que recarregar as garrafas de oxigênio que abastecem o interior do avião.
Sugiro também, cobrar pelo "bom dia" dado na hora da entrada no avião, pois eles tem que deixar um ou dois tripulantes na entrada só para fazer isso (absurdo !!!).
Outra cobrança interessante é a comida e a bebida em viagens de longo percurso; porque não aproveitar aquelas 10-16 horas e fazer um jejunzinho ?
O papel e a descarga no banheiro também pode ser outra boa fonte de renda: Se o sujeito embarcar meio que dessarranjado o companhia lucra.
Por fim, acho melhor esvaziarmos os aviões de vez, pois assim eles podem voar bem leves, e economizar combustível...(e nós as passagens).
Palavra de quem pretende "colaborar para essa economia" nos próximos 10 anos.

PS: Se essa moda pega, as cias de ônibus também embarcarão nessa....

O que eu não aguento é a hipocrisia: "Quem leva só bagagem de mão paga mais caro pela passagem porque ajuda a bancar a mala do passageiro do lado", dizem as companhias.
Como se preço de passagem aérea tivesse alguma outra regra que não seja a lei da oferta e da procura. Tente comprar uma passagem de última hora pra você ver uma coisa.

Mauricio Ricardo