Comentários

Mais médicos

Autor: Karina Taissa de Oliveira - Belo Horizonte - MG

Olha o que passaram para o grupo da empresa...

Rá! Duvido que esse cara atenda pelo SUS. Esse é o problema do Brasil: os bons médicos não estão disponíveis pra todos.

Mauricio Ricardo
Autor: Renata Rodrigues Bezelga de Luca - Regente Feijó - SP

Olá, estou feliz com seu retorno e espero que tenha aproveitado suas férias o melhor possível. Pois bem, meu comentário tem relação com a nova propaganda do Governo Federal sobre direção de veículo e bebida alcoólica. Foi criada uma discussão (que agora envolveu o CONAR) sobre o fato de que a propaganda estaria comparando pessoas boas com criminosos do volante,ao dizer, por exemplo, que quem planta árvores também mata.
Eu não sou estudiosa no assunto, não vou emitir uma opinião científica sobre ocaso (até aceito opiniões sérias e comprometidas que demonstrem se eu entendi errado), mas eu não consegui ver um absurdo tão grande assim no que mostra a propaganda. Tivemos um caso recente aqui por perto de onde eu moro em que uma pessoa boa, estudiosa, trabalhadora, jovem educada, respeitosa, que não se envolvia em brigas ou discussões, que cuidava da família, enfim, um dia participou de uma festa, não estava acostumada a beber e bebeu, saiu com seu carro e matou um pai de família que ia trabalhar de moto.
Ora, a propaganda quer dizer exatamente isso: pessoas boas também podem matar ao volante se resolverem beber demasiadamente e dirigir, não é porque eu faço tudo certo que eu não vou causar um acidente. Eu só vi uma propaganda de conscientização mesmo, mas se alguém viu algo que não me alcançou ver por favor esclareça, caso não, é muito mimimi mesmo e tá na hora da sociedade crescer e parar de fazer birra e focar sua luta para o que vale a pena de verdade...

Eu também entendi a campanha claramente, Renata. E concordo com você sem tirar uma única vírgula (hã... tá, se na revisão tiver passado alguma, posso tirar). A propaganda é bem clara e um Brasil menos tapado e menos mimimizento (neologismo, mas vocês entenderam) entenderia e apoiaria.
Sim, você pode adotar velhinhos em asilo, tirar cãezinhos da rua, ser um pai de família exemplar e fazer m(*) no trânsito.
Liga não. Tá difícil mesmo.

Mauricio Ricardo
Autor: Adriano Moreira - Idaiatuba - SP

 Primeiramente gostaria de dizer que sou grande fã do seu trabalho, um humor inteligente como não se vê em qualquer lugar.
"Segundamente", preciso de um conselho de uma pessoa "um pouco" mais velha que eu. Tenho uma vizinha que também foi minha colega de sala na época do ensino médio anos atrás. Há alguns meses (4 meses aproximadamente) me aproximei dela novamente, já chamei ela pra sair, ela até falou que topa mas ainda não "achou um tempo" para isso, mesmo saindo todo fds.
Como eu sempre puxava assunto com ela e nem toda vez ela respondia, depois do toco eu a deixei de lado. Ela depois de um tempo apareceu novamente, chamei e ela nada. Hoje, novamente, depois de deixar ela de lado, ela aparece mas não topa sair comigo. Ela fica nesse chove não molha faz tempo. Já deixei claro pra ela que não quero "amizade" e também não sou daqueles para entrar na friend zone.
Mas falta um último detalhe: ela é gostosa (não queria ser vulgar, mas ela é aquela mulher que desperta desejos libidinosos em mim, se você me entende).
O que eu faço MR? Me dê uma luz? Falo pra ela na cara: "ou saímos ou não nos falamos mais"? Sumo de vez sem falar nada?

Antes de mais nada... CARAAAAMBA!!! PODE DIZER: "ELA É GOSTOSA!". A gente tem que medir cada palavra hoje em dia, eu sei, mas... pô, homens acham algumas mulheres gostosas. Mulheres acham alguns homens gostosos. ISSO NÃO PODE SER POLITICAMENTE INCORRETO!!!! O DESEJO É PARTE DO QUE SOMOS!!!!
Ufa.
Desabafei.
Vamos lá: sim, tem gente (GENTE, não MULHERES) que adora ficar jogando migalha no rio só pra garantir que sempre hajam peixes na hora e dia em que resolver pescar.
Entendeu a metáfora, Gafanhoto? Dê um ultimato. Você não tem nada a perder. Mande um WhatsAPP, mensagem, e-mail ou SMS dizendo: "Olha, tenho muita vontade de fazer esse relacionamento avançar. Como não quero forçar barra e nem cair na friend zone, me dê um toque quando pudermos sair pra conversar".
Pode copiar e colar. Vai na minha.

Mauricio Ricardo
Autor: Thiago Pinto Rêgo - Campo Belo - MG

Aí Míster, quem é preguiçoso vai pro inferno ou eles vão buscar em casa?

Antes de mais nada, pros novatos: a galera me chama de MR por ser abreviatura de Maurício Ricardo, não de Mister, tá?
Mas vamos à resposta: fiquem tranquilos, preguiçosos. Como ninguém tem vontade de ir pro inferno, o capeta (ator coadjuvante da charge de hoje, por coincidência) vem e puxa pela perna. É só esperar, de boa.

Mauricio Ricardo

Desabafo da semana

Autor: Wandeir - Caldas Novas - GO

Antigamente nós pagávamos a conta de energia pura e simplesmente pelo que tinha consumido. Logo veio a taxa de iluminação pública (não sei o resto do do Brasil, mas aqui em Goiás pagamos separado). Depois inventaram as bandeiras de consumo. Se uma estrada com grande fluxo de veículos está esburacada logo o governo pensa em privatizar e implantar o pedágio. Aqui na minha cidade estão pensando em implantar a taxa de coleta de lixo. Agora vão cobrar separado a bagagem nos voos. Tudo estava incluído no valor que já pagávamos, era direto adquiro, mas inventaram de separar os serviços. Em vez de pensar em melhorar os serviços a única solução que encontram é cobrar? Isso tudo já é direito adquirido, pagamos impostos para ter isso funcionando. Isso é revoltante.

Vem, Wandeir. Me abraça. Encosta a cabeça no meu ombro e chora. É assim mesmo. Força. Força, rapaz. A gente supera.

Mauricio Ricardo

Paz limitada

Autor: Neudo Reis - Uberaba - MG

Em Uberaba existe uma empresa de taxi chamada UBERTAXI, há muito tempo, criada antes de se sonhar a existência da UBER. Portanto, aqui foi o único lugar em que a paz reinou. (Mas a UBER) ainda não opera de fato aqui.

Aqui na sua vizinha Uberlândia já tem Uber. A multinacional do Vale do Silício está avançando. Acredite: sua paz não será duradoura.

Mauricio Ricardo