Publicidade
Tobby entrevista - Franguinha Pintosinha
  • Próxima Charge
  • Próxima Charge
  • Mais charges
  • Curta a charge
  • Apagar a luz
  • Vote
  • Legendas
  • Download
Emails Comentados

Vacina para preconceituosos


Publicado dia 23/04/2014

Nobre Maurício Ricardo. Começou nesta terça-feira, dia 22/04 a maior vacinação contra a gripe da história do Brasil. Por esse motivo, as prefeituras fizeram grandes campanhas para anunciar tal fato. Só que aqui, em Guaraí, acho que o pessoal da Secretaria de Saúde Municipal e Prefeitura não entenderam bem qual era o objetivo da campanha, o que pode-se observar na faixa fixada para anunciar a campanha "contra" idosos, gestantes, crianças menos de 5 anos, portadores de comorbidades... Fonte: Guaraí Notícias.


Sandro - Guaraí - TO

Poxa vida. Será que existe mesmo quem detesta tanto grávidas, velhinhos e crianças, a ponto de TOMAR VACINA CONTRA?
Mauricio Ricardo

 

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Mais uma de rave


Publicado dia 23/04/2014

Bora, M.R., curtir uma rave? kkkkkkkkkkkkk


Robsom Rodrigo - Piúma - ES

Adoro essas cenas de rave com música trocada. Expõem o mico que os caras pagam se enchendo de ecstasy e achando-se os reis da dança.
Mauricio Ricardo

 

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Conselho sentimental do dia


Publicado dia 23/04/2014

Olá MR. Nos últimos quatro anos posso dizer que vivo um verdadeiro amor platônico. Conheci ela na faculdade. Logo de primeira me apaixonei. Foi reciproco. Só que quando começamos a conversar, vimos que éramos completamente diferentes um do outro. Não diferentes de uma forma complementar: eu sou ateu ela é evangélica. Ela quer ter filhos e eu não. Ela só quer fazer sexo depois do casamento, eu... enfim. Coisas que quase impossibilitam um relacionamento entre nós. Eu até meio esqueci dela por um tempo, mas volta e meia me volta a paixão que eu sinto por ela. Pois somos muito amigos, e apesar dessas diferenças cruciais, somos parecidos e outras formas. Aí fica minha dúvida: eu gosto muito dela, mas não sei se deveria mudar por ela, ou então fazê-la mudar por mim.
Até por que eu não sei se ela é o amor da minha vida. E nem quero que a nossa relação tenha um peso desses, entende? Eu penso que pode ser uma babaquice minha não namorá-la por esses motivos. Mas também penso que mudar tanto por uma pessoa pode ser perigoso. Não sei o que fazer. "MIM" ajude MR!!


Apaixonado Platônico - São Paulo - SP

Ajudo sim, claro. Minha opinião: seja só amigo. Se for difícil, nem isso. Porque, realmente, suas diferenças são profundas e vão muito além do respeito às diferenças individuais. As opiniões religiosas divergentes são até suportáveis: conheço vários casais que não compartilham as mesmas crenças. Mas... filhos? Ah, pra fazer ou adotar um, só com anuência do casal.
Ou você vai dizer pra ela, como se bebês fossem cães: "Filho eu não quero. Se quiser, arranje um, mas já vou avisando que não troco cocô e nem gasto dinheiro com ele. E é da porta da cozinha pra fora!"?
Mauricio Ricardo

 

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Reflexão profunda do dia


Publicado dia 23/04/2014

Em relação às suas duas últimas charges, gostaria de deixar uma reflexão: será que seria tão ruim assim o Brasil ser de Portugal ainda? Será que não estaríamos melhor estruturados em todos os sentidos? Eu não me importaria de ter que falar com aquele sotaque estranho se eu tivesse a qualidade de vida de Portugal (estou falando em todos os sentidos). É só comparar o PS4 aqui e lá para fundamentar meu comentario.


Everton de Bortoli - Cascavel - PR

Ô Everton. Tá maluco? Colônia não é corte: o lance de qualquer império é sugar os recursos dos povos que domina.
Se a gente ainda fosse colônia, provavelmente você nem saberia o que é um PS4, porque estaria no garimpo ou plantando cana.
Mauricio Ricardo

 

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Santo Marcos


Publicado dia 23/04/2014

Estava olhando um site de downloads quando me deparei com a capa desse DVD do Palmeiras. Não resisti em te enviar. Os Palmeirenses que me desculpem mas isso é burrice demais.
O f(*) é o titulo: "Santo Marcos".
"Santo" só se usa para nomes começados com vogais, para consoantes é "São", coisa de estagiário.


Gilson Brandão Alves Júnior - Ceilândia - DF

Sempre soube que São Marcos, o da Igreja, era "São", não "Santo". Mas e se eu te falar que só hoje, com você, aprendi em que condições se usa um título ou outro? É. Vivendo e aprendendo, como talvez disse Santo Adeirson. Ou São Cléverson.
Mauricio Ricardo

 

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção