Quarta-feira, 02 de Setembro de 2015

Uma charge para se pensar na manipulação da mídia, que omite ou dá pouca enfase a informações que mostrariam ao povo (e ao sr. M. R.) que o problema do Brasil vai muito além da corrupção!

Autor: Thiago Luiz - São Paulo - SP

Cê tá brincando comigo, Thiago? Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Quer dizer que sessenta e nove bilhõezinhos de corrupção não são quase nada perto do que se sonega ou dos juros da dívida, então merecem ênfase menor?
Corrupção é um câncer, Thiago! São os homens a quem confiamos nossos tributos, os tributos de quem NÃO SONEGA, enfiando no bolso em vez de fazer bom uso dos recursos!
Longe de mim defender sonegadores, mas até esse número gigante tem a cumplicidade do governo: uma máquina pública eficiente tem meios de controlar a arrecadação. Tem como fiscalizar e punir quem sonega.
Só pra te dar um exemplo que me veio a cabeça: coleciono discos. O imposto sobre um LP, somadas as taxas de importação, ICMS etc., chegam ao DOBRO do valor que eu pago no produto. Os tributos incidem até sobre o frete!
É de se imaginar que o governo não tem problema algum pra faturar essa barbada: é só receber na aduaneira, taxar e pronto.
Nem isso conseguem! Os produtos importados chegam a ficar três meses parados na alfândega, esperando a ineficiência dos serviços e a máquina burocrática agir.
Não foi uma vez nem duas que os discos chegaram molhados, empenados, quebrados... E quando os depósitos ficam lotados demais e os incompetentes não conseguem desová-los, sabe o que fazem? Mandam SEM COBRAR IMPOSTO!
Entendeu? EU QUERO PAGAR! Quero receber no prazo que qualquer país do mundo entrega. E esse é só um pequeno exemplo!
Corrupção e ineficiência da máquina pública são a moitinha menor na charge acima, mas é o que mata esse país, porque é a raiz dessa erva daninha toda.
Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Quarta-feira, 02 de Setembro de 2015

Aproveitando que ontem foi falado que a Dilma do "Charges" é melhor... tem certeza mesmo??
Depois desse vídeo acho que você vai mudar de ideia. kkkkk.
Abraço....

Autor: Eduardo Fagundes - Barracão - RS

Olha, não dá mais pra disfarçar. Ela não tá legal. Deve estar tomando dois vidros de Rivotril no gargalo.
Hahaha!
Brincadeira: ela só é ruim de discurso mesmo. Muda de assunto e não deixa isso claro. Mas é óbvio que estava falando do "Mais Médicos" quando começou a chover e ela interrompeu a fala. Depois deve ter retomado.
Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Quarta-feira, 02 de Setembro de 2015

Sou novo nesse negócio de pegar garotas e estou bastante inseguro em relação ao meu beijo. É difícil ser novo, M. R., você é velho e já esqueceu. huehue. Agora sério: alguma dica?

Autor: Novinho - Porto Alegre - RS

A má notícia é que isso não tem nada a ver com idade. Beijo é questão de afinidade, de ir tateando os espaços com delicadeza, até achar a melhor forma do casal se dar prazer.
Já conheci muita coroa por aí (e acredito que devam haver homens de meia idade nessa posição) que não beija bem. Falta sutileza: já sai enfiando o linguão, abrindo demais a boca, esbarrando dentes...
Nada contra abrir demais a boca e enfiar o linguão, veja bem. O problema é que beijo é uma coreografia, não MMA. Não pode chegar na porrada.
Espero ter ajudado.
Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Quarta-feira, 02 de Setembro de 2015

M.R., você que é um cara politizado, explique-me; o cara é só um azarado ou é um complô internacional envolvendo a CIA, PT, PMDB etc.?
O slogan do cara era: “Vote no Tiririca, pior do que tá não fica”.
Aí o cara entra e tudo piora! Deveria ser cassado por não cumprir promessa de campanha.

Autor: Gilberto Freitas - Rio de Janeiro - RJ

Gilberto, essa rende uma charge muito boa! A ideia é sua? Posso usar?
Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Quarta-feira, 02 de Setembro de 2015

Prezado MR, sou fã do seu trabalho há alguns anos e já contribui algumas vezes (felizmente) para a seção de E-mails Comentados.
Essa charge em particular, "Procurando no Google" (01/09) é muito pertinente e interessante. Muitas pessoas atualmente têm procurado esta ferramenta para tentar elucidar sintomas que apresentam em busca de um diagnóstico e/ou tratamento sem ter de contar com o suporte dos profissionais da saúde.
Sei que a crítica é mais ampla, mas gostaria de focar em um ponto específico: a Segurança do Paciente!
Tenho dedicado alguns anos da minha vida ao tema e cada vez mais, em razão da massificação das relações de consumo, tenho visto situações como essas ocorrerem. O prejuízo para o paciente que posteriormente pode vir a ter uma intoxicação ou o agravamento do seu quadro não é nada incomum.
Além disso, há também o fator confiança, que é a base do relacionamento paciente/profissional de saúde. Muito pacientes chegam ao consultório com um diagnóstico e/ou um tratamento fechado em sua cabeça pela consulta que fez ao Dr. Google, em razão dos sintomas.
Entretanto, um único sintoma pode estar relacionado a diversas doenças. Ao passar pela consulta com um profissional de saúde, este pode realizar um diagnóstico diferente daquele imaginado pelo paciente. Este diagnóstico divergente pode gerar um conflito na relação e uma quebra do ela de confiança.
A quebra deste elo pode desencadear uma série de outras ações que podem prejudicar a vida tanto dos pacientes como dos profissionais de saúde.
O assunto é extenso e muito complexo com diversos desdobramentos, por esta razão, tomei a liberdade de compartilhar sua charge em minha página do Facebook, Paciente Seguro.Org
Parabéns pelo excelente trabalho!
 

Autor: Carlos Eduardo Kruger de Campos - São Paulo - SP

Sim, eu te entendo, Carlos. Acho a luta válida. Mas sem querer usar isso como justificativa, apenas como constatação, muitas vezes as pessoas apelam ao Dr. Google na falta de um médico à mão.
Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Tobby conversa com galináceo que os bebês adoram!