Cotidiano - Devolve meu avião

Indique a um amigo.

Incorporar ao seu site

Terça-feira, 07 de Julho de 2015

Voltando nos Vingadores pra descontrair da politica: será que o Wolverine teria lugar na equipe? Mesmo com seu temperamento...
Obs: OS MUPPETS estão em outra embalagem, eu mesmo tirei a foto pro Charges quando vi.

Autor: Everton de Souza Tavares - Ubá - MG

Sacanagem fizeram foi com o Nick Fury. Tá legal, no gibi a Marvel é meio indecisa quanto a cor: mas a versão careca COM CERTEZA é negra! Pô, racismo!
Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Terça-feira, 07 de Julho de 2015

Olha aí, M.R, um vídeo simples e educativo.

Autor: Antonio Gomes - Serra - GO

Muito legal, mas o governo de São Paulo jamais apoiaria esse... desperdício!
Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Terça-feira, 07 de Julho de 2015

Já tem Viagra feminino? Ando tão broxada...

Autor: Garota Desanimada - Brasília - DF

Me parece que estão inventando um aí, prestes a entrar no mercado. Até lá, procure sua ginecologista pra dar uma olhada nas taxas hormonais. Ou certifique-se de ter um parceiro que faz a coisa direito.
Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Terça-feira, 07 de Julho de 2015

Caro M. R., nesses... (quantos já?)... anos de Charges.com.br, é sempre uma satisfação ouvir suas ponderações de ser humano além do excelente trabalho humorístico e crítico feito nesse site. Em relação a duas manifestações suas, o vídeo sobre as certezas e mudanças de opinião e os comentários à paródia feita em cima de um cartum de Charles Schultz, surgiram dois exemplos muito claros do que as pessoas realmente deveriam chamar de opiniões de um "cidadão de bem" (quando na verdade quem usa essas palavras costuma ter em mente coisa bem diversa e pior): tolerância e liberdade, e não só, também uma firme defesa dos valores que na verdade constituem a luta constante das minorias contra a discriminação.
Nenhum negro luta para privar os brancos da tranquilidade de se valorizar como são, mas sim, para não ser tratado como a Maju Coutinho essa semana. Nenhum LGBT luta para que os heterossexuais percam a satisfação natural a que têm direito quanto à sua orientação, seu desejo, sua identidade. E sim para não serem espancados, humilhados, discriminados e ridicularizados dia e noite.
Não é muito.
E se você parar para pensar, não é preciso ser muito inteligente para fazer essa distinção. Portanto, eu deduzo que quem finge não fazê-la está imbuído de uma profunda má fé, ou no mínimo de uma enorme má vontade. Como também as pessoas que não mudam de opinião, de ponta a ponta de qualquer espectro de qualquer discussão, é uma enorme arrogância, uma enorme vaidade, que não pode ser ferida pela admissão de que pode ser que vez ou outra estejam errados. São essas pessoas, os intolerantes, os donos da verdade, os arrogantes, os prepotentes, que precisariam aprender uma enorme lição.
E eu adoro a maneira como você tenta dar essa lição, seja falando claramente como faz em seus vídeos e comentários, seja por meio da sátira que você faz tão bem em suas charges. Parabéns e muito obrigado.

Autor: Antonio - São Paulo - SP

Valeu, Antonio. Muito legal sua colocação sobre tolerância e liberdade. E pra quem não viu meu vídeo sobre a grande qualidade humana que é "saber mudar de opinião" (eu postei no início da tarde de ontem) segue abaixo:

TOCA RAUL! - Porque errado é ter aquela velha opinião formada sobre tudo.

Posted by Charges.com.br on Segunda, 6 de julho de 2015

Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Terça-feira, 07 de Julho de 2015

M. R., votei na Dilma (a introdução é para que não me chamem de coxinha), porém estou insatisfeita com os escândalos de corrupção (também não sou PTralha). Tenho estudado sobre a história da República no Brasil e percebi o quanto nossa República é jovem e frágil, e até comecei a entender porque até tão recentemente os brasileiros não se interessavam por política. Tenho medo do que um impeachment pode fazer com nossa já frágil democracia. Mas não quero uma presidente corrupta. Qual a sua opinião sobre isso?

Autor: Estela - Bahia - BA

Eu defendo o Estado Democrático de Direito. Um julgamento político, injustificado e feito nas coxas, seria catastrófico. Mas se - eu disse: "SEEEEEE" - hipoteticamente fossem encontrados fortes indícios de ligação da presidente ou sua campanha com qualquer verba ilegal, e a questão fosse devidamente apreciada e submetida a um julgamento dentro dos trâmites legais, não creio que nossa democracia estaria ameaçada. Ameaça será sempre a impunidade.
Todo mundo entendeu, né? NÃO DEFENDO UM GOLPE DE ESTADO OPORTUNISTA. E é bom dizer assim, em caixa alta.
Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

No Irã, Mahmoud se diverte com aviãozinho da CIA!