Raposa do Cruzeiro - Mineirinho

Indique a um amigo.

Incorporar ao seu site

Sexta-feira, 22 de Maio de 2015

Grande M. R., você já viu uma moto que mente para andar? Como assim mente? Como assim anda? Abraços. 

Autor: Rosemeire Fini Ribeiro - Jaú - SP

Eu imagino um cara empurrando ela e o velocímetro marcando a velocidade errada. Ou seja: ela mentindo pra andar, entendeu? Hã... Foi meio besta, isso. Mau começo.
Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Sexta-feira, 22 de Maio de 2015

Gato teimoso contra uma pequena caixa.

Autor: Versetty - Rússia

Você tem alguma dúvida de que não é sacanagem do dono? O cara joga uma guloseima no fundo da caixa e o pobre do gato tenta tirar de diferentes maneiras. Na última tentativa ficou engasgado. Visivelmente constrangido, inclusive.
Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Sexta-feira, 22 de Maio de 2015

Outro dia você falou não ser a favor do sexo livre na resposta a um e-mail. Eu, como pessoa insignificante pra sociedade que sou e que não vê sentido na monogamia, pergunto: Por que não a monogamia e o sexo livre? 

Autor: Figueiredo - São Paulo - SP

Eu não disse que sou contra o sexo livre. Disse que, particularmente, acho MUITO MELHOR o sexo com sintonia, cumplicidade. Aliás, sequer usei o termo "sexo livre": disse "sexo casual". E, claro, acho melhor praticá-lo que ficar na seca.
Eu evito ao máximo me posicionar contra qualquer comportamento consentido e não prejudicial entre as parceiros de cama. Esse campo é muito pessoal e complexo.
Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Sexta-feira, 22 de Maio de 2015

Eu dei uma ajuda pro cara que escreveu um pouco errado (dia desses, nesta seção).
Poxa, no campo idade, lembro quando escrevia 19...20... rs 

Autor: Teruo Hozono - Ibiúna - SP

Putz. Lembro-me muito bem das suas colaborações. Já tá com 32? Fico feliz em manter sua fidelidade. Mesmo que você tenha sumido uns anos e voltado.
Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Sexta-feira, 22 de Maio de 2015

Gostaria de sugerir uma charge criticando a prática comum dos shoppings e estacionamentos em insistir em dizer "validar" o ticket ao invés da realidade que é "pagar" a estadia no estacionamento, dando a impressão de que não há desembolso para o cliente. A gente chega ao caixa pra "validar" mas somos cobrados. É uma técnica de marketing fajuta. mas cada vez mais difundida aqui.

Autor: Henrique Nolli - Contagem - MG

Boa. De quebra dá pra sacar, na charge, outros eufemismos (forma mais delicada ou disfarçada de dizer uma coisa) usados pelas empresas no dia a dia. Alguém sugere alguns?
Mauricio Ricardo

Comentar ou ler comentários - Escreva para esta seção

Cantando, Raposa do Cruzeiro comemora o feito histórico!